Arquivos de Tags: Hiper-realistas

17 tatuagens hiper-realista

foto-imagem-tatuagem

Nós aqui do Mega Curioso já falamos bastante sobre tatuagens – desde as mais toscas até as mais incríveis, sem deixar de citar algumas coisas interessantessobre elas. A seleção de hoje foi preparada com imagens super-realistas, capazes de fazer você questionar se são mesmo tatuagens. São, sim, antes que você tenha muitas dúvidas. Aparentemente, muita gente por aí tem mãos mais do que talentosas para fazer arte na pele, não é mesmo?. Depois nos conte o que você achou dessa seleção.

 

Agonia

foto-imagem-tatuagem

Coração

foto-imagem-tatuagem

Uma parte do céu

foto-imagem-tatuagem

Bola de cristal

foto-imagem-tatuagem

Peter Parker

foto-imagem-tatuagem

Carne exposta

foto-imagem-tatuagem

Esqueleto

foto-imagem-tatuagem

Dor

foto-imagem-tatuagem

Mais uma boca

foto-imagem-tatuagem

Tela humana

foto-imagem-tatuagem

Pop art

foto-imagem-tatuagem

Cavaleiro

foto-imagem-tatuagem

Coordenadas

foto-imagem-tatuagem

Ótimo trabalho

foto-imagem-tatuagem

Máquina

foto-imagem-tatuagem

Terceiro olho

foto-imagem-tatuagem

Detalhes e sombra

foto-imagem-tatuagem

Imagens hiper-realistas, do artista escocês Paul Cadden é tema de uma exposição na galeria Plus One em Londres

Desenhos que podem ser confundidos com fotografias são a especialidade do artista hiperrealista escocês Paul Cadden, que é parte de uma exposição em uma galeria de Londres.

Com lápis e papel, Cadden faz desenhos ricos em detalhes e expressões.

As imagens estão sendo expostas na galeria londrina Plus One (www.plusonegallery.com), especializada em hiper-realismo.

A exposição engloba 16 artistas hiper-realistas. Mas as obras de Cadden ficarão permanentemente no local, ou até que sejam vendidas – algumas chegam a custar até 5 mil libras, ou quase R$ 15 mil.

Na opinião de Cadden, suas obras “intensificam o normal”.

Segundo o jornal britânico The Daily Mail, o artista leva em torno de três a seis semanas para produzir cada obra.

Um porta-voz da galeria disse ao jornal que, à primeira vista, as imagens parecem mesmo com fotografias. “Mas, vendo-as ao vivo, de perto, você percebe que é um desenho. Os detalhes são incríveis”.