Arquivos de Tags: fotos

Sol: Imagens são as mais próximas que tiraram do astro

Novas imagens do Sol captadas a apenas 77 milhões de quilômetros da superfície são as mais próximas que já se fez do astro.

Novas imagens do Sol captadas a apenas 77 milhões de quilômetros da superfície são as mais próximas que já se fez do astro.

Elas foram feitas pela sonda Solar Orbiter (SolO), lançada neste ano pela Agência Espacial Europeia.

Entre as novas descobertas da imagem estão pequenas explosões apelidadas de “fogueiras de acampamento”.

Elas têm um milionésimo de tamanho das grandes explosões do Sol que se observa rotineiramente com telescópios na Terra.

Não está claro se essas versões em miniatura são geradas pelos mesmos mecanismos das grandes erupções, diz David Long, um dos principais pesquisadores do gerador de imagens da SolO, a Extreme Ultraviolet Imager (EUI).

A seta indica locais que parecem ‘fogueiras de acampamento’; o círculo no canto esquerdo dá noção da escala da imagem, ele representa o tamanho do planeta Terra.

“Espalhadas ao longo da superfície, essas pequenas erupções podem desempenhar um papel importante em um fenômeno misterioso conhecido como aquecimento coronal, em que a camada exterior do Sol, ou corona, fica de 200 a 500 vezes mais quente do que as camadas abaixo dela”, diz Long.

“Estamos ansiosos para investigar isso mais profundamente na medida em que a Solar Orbiter se aproxima do Sol e nossa estrela fica mais ativa.”

O instrumento Metis bloqueia a imagem da superfície do Sol, permitindo que uma atmosfera mais apagada do Sol seja vista. Frequências diferentes exibem características diferentes da superfície.

A sonda da Agência Espacial Europeia foi lançada do Cabo Canaveral, nos Estados Unidos, em fevereiro. Sua missão é revelar alguns dos segredos do comportamento dinâmico do Sol.

Interferências em comunicações

As emissões do Sol têm impactos profundos na Terra que vão muito além de apenas gerar calor e luz.

Muitas vezes elas causam problemas; explosões de partículas carregadas com seus campos magnéticos podem embaralhar sinais de satélites e prejudicar comunicações via rádio.

A SolO pode ajudar os cientistas a entender e prever melhor essas interferências.

“A situação recente com o coronavírus provou o quão importante é nos mantermos conectados, e satélites são parte dessa conectividade”, diz Caroline Harper, chefe de ciência espacial da Agência Espacial do Reino Unido.

“Então é muito importante que aprendamos mais sobre o Sol para que possamos fazer uma previsão de seu tempo, de seu clima espacial, da mesma forma como aprendemos a fazer com a Terra.”

Os instrumentos da sonda Solar Orbiter podem ajudar a entendermos o comportamento dinâmico do Sol

A Solar Orbiter está dando uma série de voltas ao redor do Sol, e ela vai se aproximando a cada volta, até chegar a uma distância de menos de 43 milhões de quilômetros.

Isso vai colocar a Sol dentro da órbita de Mercúrio.

As fotos apresentadas nesta quinta-feira são registros da passagem mais recente, em um ponto conhecido como periélio (ponto mais próximo de um corpo do Sol). Isso aconteceu em meados de junho, dentro da órbita de Vênus.

Como parâmetro de comparação, a Terra orbita a 149 milhões de quilômetros do Sol, em média.

Em um determinado comprimento de onda de luz conhecido como Lyman-alpha, a EUI detecta hidrogênio na atmosfera inferior do Sol. Temperaturas nesta região variam de 10 mil a 100 mil graus

Para que fique claro: as novas imagens são os registros mais de perto feitas do Sol, mas não são os de melhor resolução. O maior telescópio solar da Terra sempre conseguirá resultados melhores que a SolO neste quesito.

Mas a abordagem ampla da sonda, usando uma combinação de seis instrumentos remotos de captação e quatro instrumentos “in-situ”, a colocam em um patamar diferente.

O conselheiro sênior para Ciência e Exploração da agência europeia, Mark McCaughrean, disse à BBC: “A Solar Orbiter não está se aproximando do Sol apenas para obter imagens de alta resolução: ela está se aproximando para entrar em uma parte diferente e menos turbulenta do vento solar, estudando partículas e campos magnéticos in situ nesta distância mais próxima, enquanto simultaneamente capta dados remotos na superfície do Sol e imediatamente ao redor dele, com contexto. Nenhuma outra missão ou telescópio consegue fazer isso.”

Peixe-porco: fotos do peixe que tem “dentes humanos” e “lábios com preenchimento” viraliza na internet

Peixe-porco tem “dentes humanos” e “lábios com preenchimento”

Peixe-porco é visto na costa da Malásia

Fotos postadas inicialmente no Twitter e logo viralizadas também em outras redes sociais deixaram milhões de pessoas intrigadas. Não era para menos: o peixe tinha “dentes humanos” e “lábios com preenchimento“. Do que se tratava afinal?

Demorou até que o “Rakyat Post” viesse com a resposta. A criatura é uma espécie de peixe-porco, que é visto na costa da Malásia, onde fora feito o registro.

De acordo com a National Geographic, a espécie costuma ser agressiva com intrusos, incluindo mergulhadores. Os dentes poderosos são capazes de dominar ouriços do mar e caranguejos e furar roupas de mergulho.

O que é o Peixe-porco. Veja abaixo mais sobre essa espécie

Peixe-porco é o nome comum dado aos peixes tetraodontiformes da família Balistidae. São peixes marinhos, que ocorrem nos Oceanos Índico, Pacífico e Atlântico.Eles recebem esse nome devido ao som que emitem ao serem removidos da água, se parecendo muito com um porco.

De hábitos diurnos, tem um corpo comprimido e em feitio de diamante, com escamas placóides àsperas e consegue rodar cada um dos olhos independentemente. Com um mecanismo de bloqueio da primeira espinha dorsal e uma boca forte com oito dentes grandes e muito afiados em cada maxilar, são muito agressivos, exigindo do pescador algum cuidado no seu manuseamento[1]. Conhecidos também são os verdadeiros roncos que emite, donde se presume derive o seu nome vulgar.

São essencialmente carnívoros e alimentam-se de invertebrados, crustáceos e moluscos – conseguem partir as cascas duras dos ouriços e estrelas do mar com os dentes fortes.

Aparecem em pequenos cardumes, embora seja mais vulgar aparecerem indivíduos solitários, ou em grupos até 5 adultos, e preferem fundos arenosos.  Grandes lutadores quando ferrados, vendem cara a derrota e lutam até ao fim.

Mais detalhes sobre o Peixe-porco

Fotos da jornalista italiana Diletta Leotta – Apresentadora tem imagens íntima vazadas em grupos de whatsapps no Brasil

Imagens em que a jornalista esportiva italiana Diletta Leotta aparece sem roupas já começam a circular em grupos de um aplicativo de mensagens no Brasil. O pesadelo da jovem, de 28 anos, veio a público no início deste ano, depois que suas fotos viralizaram na Itália. Segundo a mídia internacional, Diletta, considerada uma das mulheres mais bonitas de seu país, teve o celular invadido por hackers há cerca de três anos – as fotos íntimas que estavam naquele aparelho vazaram posteriormente.

Essa não foi a primeira vez que a apresentadora passa por essa situação. À época da invasão do aparelho, as fotos íntimas de Diletta já haviam viralizado, segundo o portal espanhol “Marca”. À época do primeiro vazamento, a jornalista disse que havia denunciado o caso, não apenas para proteger sua vida pessoal, mas também por mulheres que passam pelo mesmo problema.

Recentemente, o nome de Diletta também ganhou destaque no noticiário. Isso depois de ela ter seu apartamento na Itália invadido por criminosos. Os bandidos roubaram joias, relógios e dinheiro da apresentadora, que teve um prejuízo calculado em cerca de 133 mil euros, ou mais de R$ 790 mil, conforme consta no portal “The Sun”.

Outro episódio envolvendo Diletta ocorreu quando ela foi vítima de cantos machitas por parte da torcida, que pediu que ela “mostrasse os seios”, em 2019, durante a cobertura de uma partida de futebol na Itália. Na ocasião, ela fez um sinal de reprovação para os que estavam na arquibancada, com o dedo polegar apontando para baixo

Apesar desses episódios, a jornalista segue firme no seu trabalho e rotina. Com mais de 6,7 milhões de seguidores no Instagram, divide com os fãs momentos dos bastidores e também de sua vida pessoal.

O planeta na quarentena com o coronavírus – Fotos

Imagens revelam formas geométricas enquanto parte do planeta entra em quarentena para combater o novo coronavírus.

Aviões de passageiros da Delta são vistos estacionados devido à redução no número de voos para retardar a propagação da doença por coronavírus (COVID-19) no Aeroporto Internacional de Birmingham, nos EUA, em 25 de março — Foto: Elijah Nouvelage/Reuters

Foto aérea mostra tendas sendo montadas para executar testes para a doença do coronavírus (COVID-19) em Tel Aviv, Israel, em 19 de março — Foto: Nir Elias/Reuters

Foto aérea mostra barqueiros atracados na margem de um rio durante um bloqueio imposto pelo governo como uma medida preventiva contra o novo coronavírus em Daca, Bangladesh, em 28 de março — Foto: Munir Uz Zaman/AFP

Centenas de barcos são vistos ancorados na marina Elliott Bay durante a epidemia do novo coronavírus (Covid-19) em Seattle, nos EUA, em 16 de amrço — Foto: Lindsey Wasson/Reuters

Centenas de táxis são vistos parados em um estacionamento do aeroporto Miami International afetados pela propagação da doença por coronavírus (COVID-19) em Miami, na Flórida, EUA, em 18 de março — Foto: Carlos Barria/Reuters

Vista aérea mostra uma academia ao ar livre vazia na costa do Mar Mediterrâneo em Tel Aviv, em 19 de março, depois que Israel pediu que as pessoas ficarem em casa para evitar a propagação da doença por coronavírus (COVID-19) — Foto: Nir Elias/Reuters

24 de março – Pessoas aguardam em cadeiras afastadas para evitar a propagação do coronavírus em uma área de espera para pedidos de comida em um shopping de Bangkok, na Tailândia — Foto: Sakchai Lalit/AP

Ônibus escolares ficam sem uso em um estacionamento na quinta-feira, 26 de março, em St. Louis, nos EUA. Todas as escolas públicas no Missouri estão fechadas devido à pandemia do coronavírus — Foto: Jeff Roberson/AP

Uma aérea mostra aérea vazia da estação central de bonde e ônibus em Zurique, na Suíça, no domingo (20). O pais já registrou mais de 14267 casos confirmados da pandemia de doença COVID-19 causada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e pelo menos 277 mortes — Foto: Ennio Leanza/Keystone via AP

Vista aérea da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, em 22 de março, durante o surto da doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Militares sérvios montam camas dentro de um salão na Feira de Belgrado para acomodar pessoas que sofrem de sintomas leves da doença do coronavírus (COVID-19) em 24 de março — Foto: Vladimir Zivojinovic/AFP

Foto aérea da rodovia Francisco Fajardo em Caracas, na Venezuela, em 28 de março, durante uma quarentena imposta pelo governo para ajudar a impedir a propagação do novo coronavírus — Foto: Matias Delacroix/AP

Foto aérea mostra o estacionamento vazio no terminal Golden Gate Ferry em Larkspur, na Califórnia, nesta segunda-feira (30) — Foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP

Aviões de passageiros permanecem estacionados à beira de uma pista devido à redução do número de voos no Aeroporto Internacional Arturo Merino Benitez, em Santiago, no Chile — Foto: Pablo Sanhueza/Reuters

Pessoas com roupas de proteção passam por filas de camas em um hospital temporário de 2000 leitos criado pelo exército iraniano para pacientes com o novo coronavírus no centro de exposições internacional no norte de Teerã, no Irã, em 26 de março — Foto: Ebrahim Noroozi/AP

Táxis são vistos estacionados em uma fila devido às restrições de viagens nacionais e internacionais e preocupações com a propagação do novo coronavírus no Aeroporto Internacional de Chennai, na Índia, em 19 de março — Foto: Arun Sankar/AFP

Foto aérea de uma estação de ônibus pública em Kiev, na Ucrânia, em 22 de março. As autoridades do país decidiram fechar o transporte público a partir de domingo para fortalecer as medidas de quarentena contra o novo coronavírus — Foto: Efrem Lukatsky/AP

Barracas vazias são vistas em uma praia deserta na estância balnear de Mar del Plata, cerca de 400 km ao sul de Buenos Aires, na Argentina, em 22 de março. O governo do país ordenou um isolamento ‘preventivo e obrigatório’ vigente até o fim do mês devido ao surto de COVID-19 — Foto: Diego Izquierdo/TELAM via AFP

Foto divulgada pela Prefeitura de Barcelona, na Espanha, mostra a extensão do Hospital Vall d’Hebron ​​configurado para pacientes com coronavírus neste domingo (29). O pais confirmou outras 838 mortes em 24 horas por coronavírus, um novo registro diário que eleva o número total de mortes para 6528, segundo dados do Ministério da Saúde — Foto: Prefeitura Barcelona/Divulgação via AFP

Fotos do Peixe-morcego que apareceu no litoral de São Paulo

Peixe-morcego é encontrado por equipe que limpava praia de São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal/Claudinei Nunes

Espécie foi encontrada durante uma limpeza na Praia do Itararé, em São Vicente.

Um peixe de aparência inusitada chamou a atenção de trabalhadores que limpavam as praias de São Vicente, no litoral de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (2). Identificado como peixe-morcego, o animal foi recolhido pela equipe da Guarda Ambiental do município em estado avançado de decomposição.

O peixe foi encontrado pelo ajudante geral Claudinei Nunes, de 44 anos, por volta das 7h, na praia do Itararé. Claudinei conta que estava na beira do mar quando se deparou com o animal. Com um rastelo, ele retirou o peixe da água com a ajuda de colegas.

Sem saber identificar a espécie, a equipe decidiu acionar a Prefeitura de São Vicente, e os guardas ambientais foram até o local. “Ninguém sabia dizer que peixe era, parecia uma raia, alguma coisa diferente”, relata.

Os agentes da Guarda Ambiental identificaram que se tratava de um peixe-morcego e fizeram o recolhimento do animal. “É bem curioso, trabalho há 22 anos próximo da praia e já vi muitos animais, mas nunca tinha visto um desses”.

Funcionários flagram peixe-morcego em praia de São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal/Claudinei Nunes

Peixe-morcego
O peixe-morcego habita a costa brasileira e possui um corpo achatado das costas para a barriga, formando um triângulo. Ele também chama a atenção pelo nado, conforme explica o biólogo marinho Eric Comin. Segundo o especialista, o animal da espécie Ogcocephalus vespertilio é inofensivo e não apresenta valor comercial de pesca.

O biólogo explica que o peixe se alimenta de pequenos peixes e crustáceos e, para caçar, usa uma protuberância em sua cabeça para chamar a atenção das presas. No entanto, o animal não apresenta qualquer risco aos banhistas.

Eric aponta, ainda, que o peixe-morcego costuma ficar no fundo do mar e possui hábitos noturnos, podendo chegar a 30 centímetros de comprimento.

Peixe-morcego habita o solo do mar e se alimenta de pequenos peixes e crustáceos — Foto: Arquivo Pessoal/Eric Comin

As impactantes imagens dos incêndios que estão destruindo parte da Austrália

A Austrália está passando por uma onda de calor extremo que causou milhares de incêndios. Ao menos 23 pessoas morreram e cerca de 1.500 casas foram destruídas. A cidade costeira de Mallacoota foi uma das mais afetadas.


O céu ficou vermelho e escuro em várias áreas do sudeste da Austrália, com as rajadas de vento espalhando o fogo, em uma das piores temporadas de incêndios florestais no país. Na imagem, alguns moradores de Tabourie Lake, a cerca de 320 quilômetros ao sul de Sydney, observam as chamas devorarem uma floresta.

Incêndios estão atingindo áreas da costa leste e sul do país, que incluem locais próximos de Sydney e Adelaide. Estima-se que 1.500 casas foram destruídas.

Somente em Nova Gales do Sul, no sudeste da Austrália, foram queimados 4 milhões de hectares (um hectare é do tamanho de um campo de futebol, aproximadamente).

Uma imagem de satélite desse sábado, 4 de janeiro, mostra como os incêndios queimam a costa de Osbrost, no Estado de Vitória, no sul da Austrália

A causa dos incêndios é uma piora do clima, um fenômeno conhecido como Dipolo no Oceano Índico, que levou a um período de calor e seca. Durante a emergência, a população consegue fugir dos incêndios e pode ser evacuada, mas as chamas são devastadoras para a vida selvagem na área afetada.

O governo de cada Estado atingido pelos incêndios gerencia sua própria operação de emergência. O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, prometeu criar mais fundos financeiros para bombeiros e um pagamento para voluntários. Ele também anunciou o envio de 3.000 soldados para combater as chamas.

Os moradores Nancy Allen e Brian Allen, de Nova Gales do Sul, permancem do lado de fora da casa enquanto ventos fortes empurram fumaça e cinzas

Um morador usa uma mangueira de jardim para molhar a casa enquanto ventos fortes espalham fumaça e cinzas do incêndio que atinge Nova Gales do Sul, na Austrália

Cobra com 3 olhos – Serpente é descoberta na Austrália

De acordo com especialista, globo ocular extra funcionava perfeitamente

A instituição australiana Northern Territory Parks and Wildlife compartilhou fotos de uma serpente com três olhos encontrada em Darwin, no norte do país. O animal — que faleceu recentemente — tinha aproximadamente três meses de vida e foi apelidado de Monty, já que pertencia a espécie python carpete

Cobras desse tipo podem crescer entre dois e quatro metros e são comuns na Oceania. “É notável como [a cobra] foi capaz de sobreviver na selva por tanto tempo com a deformidade, e ela estava lutando para sobreviver antes de morrer na semana passada”, afirmou Ranger Ray Chatto, membro da entidade, ao jornal NT News. O cadáver foi doado para institutos de pesquisa.

O terceiro olho de Monty, que parecia funcionar perfeitamente, foi estudado com o auxílio de uma máquina de raio-x. Ao que parece, a órbita ocular não surgiu da fusão de duas cabeças separadas, como os especialistas acreditavam: era apenas um olho extra no próprio crânio.

“Foi um consenso de que o olho provavelmente se desenvolveu muito cedo, durante o estágio embrionário de desenvolvimento”, escreveu a NT Parks and Wildlife, em um post no Facebook. “É muito improvável que isso seja [resultado] de fatores ambientais, e é quase certamente uma ocorrência natural, já que má formações em répteis são relativamente comuns.”

BRASILEIRO ADICIONA ILUSTRAÇÕES HILÁRIAS A FOTOS ALHEIAS NO INSTAGRAM

Como nós já mostramos aqui, o artista Lucas Levitan é talentoso na arte de adicionar ilustrações hilárias a fotos publicadas por desconhecidos no Instagram. O brasileiro — que atualmente mora em Londres, na Inglaterra — tem criatividade de sobra para inventar as mais fantásticas criaturas e fazer com que elas interajam com as imagens originais. A seguir, você acrescenta um pouco de diversão ao seu dia com as mais recentes criações do ilustrador:

Fotos assustadoras – Lugares de arrepiar para visitar pelo mundo – Muita gente acredita que esses destinos sejam mal-assombrados

CASTELO DE ČACHTICE, ESLOVÁQUIA
Nesse castelo foi filmado o clássico filme de terror Nosferatu, mas a história assombrada do castelo vai além da telona. As decrépitas paredes da estrutura atual já foram, no passado, o lar da Condessa Elizabeth Báthory — provavelmente a serial killer feminina mais prolífica do mundo.
FOTO DE VERA KAILOVA, ALAMY STOCK PHOTO


FLORESTA DE AOKIGAHARA, JAPÃO
Desde muito associada aos espíritos dos mortos da literatura e folclore japoneses, essa floresta erguida sobre lava seca passou a ser conhecida, nos últimos anos, como “a floresta dos suicidas”. Foram colocadas placas no início de algumas trilhas para informar telefones de assistência aos aventureiros.
FOTO DE PIETER TEN HOOPEN, REDUX


PORTA PARA O INFERNO, TURCOMENISTÃO
Para olhos destreinados, essa abertura argilosa cheia de fogo poderia facilmente parecer um portal para o submundo. Embora a origem do poço seja incerta, o fogo nele contido foi ateado intencionalmente por cientistas, numa tentativa de extinguir gases nocivos emitidos a partir do núcleo.
FOTO DE GILES CLARKE, GETTY IMAGES


CATACUMBA DOS CAPUCHINHOS, ITÁLIA
As múmias de mais de 2.000 indivíduos jazem nas catacumbas desse monastério siciliano, muitas delas vestidas de modo que refletisse o posto que ocupavam em vida. Inicialmente reservado exclusivamente aos oficiais religiosos, esse costume depois se estendeu a nobres e às famílias dos ricos benfeitores — como a jovem Rosália Lombardo, chamada de “Bela Adormecida”, pelo estado de preservação impecável de seus restos mortais.
FOTO DE RUTH FREMSON, THE NEW YORK TIMES/REDUX


CASTELO DE CHARLEVILLE, IRLANDA
A estonteante arquitetura desse destino esconde sua verdadeira natureza. Considerado um dos locais mais assombrados da Europa, acredita-se que muitas das aparições residem dentro de suas paredes — o mais conhecido é o espírito de uma menina chamada Harriet, que teve um fim trágico num acidente em uma das escadarias principais do castelo.
FOTO DE CHRISTOPHER HILL, ALAMY STOCK PHOTO


ZONA DE EXCLUSÃO DE CHERNOBYL, UCRÂNIA
Local de um dos desastres nucleares mais devastadores da história, as vizinhanças desertas da zona de exclusão de Chernobyl mostram a sinistra visão da vida que se interrompeu. Embora os baixos níveis de radiação permitam a visitação no local em rotas sancionadas, a maior parte da zona de exclusão continua de acesso proibido, retomada pela natureza.
FOTO DE GERD LUDWIG, NATIONAL GEOGRAPHIC CREATIVE


CASTELO DA BOA ESPERANÇA, ÁFRICA DO SUL
Antes sede de operações governamentais e militares, essa fortaleza pentagonal construída pelos colonizadores holandeses no século 17 foi também o ambiente de cruéis punições e execuções, o que resultou em diversos relatos de aparições de fantasmas nos dias de hoje.
FOTO DE GERALD HAENEL, LAIF/REDUX


CIDADE DOS BONECOS, JAPÃO
Depois que a população da cidade reduziu para apenas 35 habitantes, o artista local Tsukimi Ayano começou a criar bonecos de pessoas em tamanho real para substituir os moradores que haviam morrido ou se mudado. Agora, os mais de 350 bonecos que habitam Nagoro são uma atração ímpar para os turistas que gostam de coisas sinistras.
FOTO DE CARL COURT, GETTY IMAGES


OSSUÁRIO DE SEDLEC, REPÚBLICA TCHECA
Entre os locais mais visitados da República Tcheca, o Ossuário de Sedlec abriga esqueletos de cerca de 70.000 pessoas, sendo as partes de muitos deles utilizadas para decorar artisticamente o interior da estrutura.
FOTO DE PETER HIRTH, LAIF/REDUX


CENTRÁLIA, ESTADOS UNIDOS
Esse distrito da Pensilvânia transformou-se em uma cidade-fantasma moderna depois do incêndio de uma mina de carvão subterrânea, que continua em chamas desde a década de 1960. As casas abandonadas e as estradas esburacadas com massas de fumaça deixam ainda mais sinistro o ambiente desse local que um dia já foi pacato.
FOTO DE SALLY MONTANA, REDUX


CASA DE LIZZIE BORDEN, ESTADOS UNIDOS
Em agosto de 1892, Andrew e Abby Borden foram encontrados assassinados nessa casa, em Massachusetts. Embora a filha Lizzie tenha sido considerada a principal suspeita, posteriormente, foi absolvida, e ninguém foi responsabilizado pelas mortes. O local funciona até hoje como hospedaria, com quarto e café da manhã, destinado aos hóspedes de coragem que queiram dormir nos mesmos quartos onde os Bordens deram seu último suspiro.
FOTO DE JONATHAN WIGGS, THE BOSTON GLOBE/GETTY IMAGES


COLINA DAS CRUZES, LITUÂNIA
Embora a origem do local seja um mistério, milhares de cruzes e outros ícones religiosos foram colocados no morro ao longo de quase dois séculos.
FOTO DE TOBIAS GERBER, LAIF/REDUX


POVEGLIA, ITÁLIA
Utilizada por mais de um século para a quarentena de vítimas da peste e de outras doenças, Poveglia abrigou posteriormente um hospital psiquiátrico. Desde seu fechamento em 1968, a ilha italiana continua inabitada — exceto pelos supostos fantasmas das almas atormentadas que um dia já chamaram a ilha de lar.
FOTO DE MARCO DI LAURO, THE NEW YORK TIMES/REDUX

Cortes modernos para o seu cão – Sequencia de fotografias mostra cachorros antes e depois de receber aquele trato nos pelos

Grace Chon é uma fotógrafa especialista em animais, capaz de criar séries super fofas e divertidas através dos registros.

Essa sua sequencia de fotos mostra cãezinhos antes e depois de receberem um corte super moderno nos pelos. Olha só: