Arquivos de Tags: fotos

Games of Thrones – 10 lugares incríveis para visitar – Veja as imagens dos locais das filmagens da série da HBO de maior sucesso

foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitarA série da HBO faz o maior sucesso. “Game of Thrones” é conhecida por suas reviravoltas, fantasias e os diversos personagens/atores talentosos. Mas, você não precisa ser um super fã para querer conhecer esses 10 lugares incríveis onde a história foi filmada.Os 7 reinos de Westeros, que estão localizados pela Europa, Norte da África, Ilha de Malta, Irlanda, viraram pontos turísticos rapidamente, assim como aconteceu com o Senhor do Anéis e as peregrinações pela Nova Zelândia.Mesmo quem não gosta do seriado ou nunca viu, com certeza vai apreciar essas belezas naturais. Aqui, uma lista feita pelo site Mother Nature Network:

dubrovnik-croacia-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

 

1) Dubrovnik, Croácia: Graças às muralhas históricas, Dubrovnik é uma das cidades mais importantes da série. Turistas já visitavam a área antiga, mas durante a 2a e 3a temporada, o local se destacou. Muitos cenários foram alterados digitalmente, mas mesmo assim, diversas empresas criaram um roteiro exclusivo para levar as pessoas até os sets das filmagens. A maioria das cenas foram capturada no centro da cidade, o que facilita o passeio.

split-croacia-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

2) Split, Croácia: Ao lado de Dubrovnik fica Split, cercada pelas ruínas romanas do Palácio do Imperador Diocleciano. As filmagens da 4a temporada foram feitas aqui e alguns dos melhores restaurantes e bares da cidade estão localizados perto do palácio de GoT.

dark-hedges-irlanda-do-norte-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

3) Dark Hedges, Irlanda do Norte: Neste lugar, as árvores que tem mais de 200 anos, formam a estrada de passagem do rei. Dark Hedges fica perto da cidade turística de Ballymoney. O pavimento foi removido com edição digital, mas as árvores arqueadas se mantiveram quase inalteradas durante toda produção. Elas realmente se espalham sobre a pista, criando um túnel que parece se estender até o horizonte.

mdina-malta-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

4) Mdina, Malta: Mdina é a antiga capital de Malta. Localizada no centro da Ilha, sua arquitetura tem mais de 1.000 anos. Chamada de “Cidade Silenciosa” tem vistas fabulosas de campos e até do Mar Mediterrâneo. As ruas estreitas foram usadas nas filmagens e cenas de fundo na primeira temporada. Mdina logo foi substituída por Dubrovnik.

castelo-de-doune-escocia-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

5) Castelo de Doune, Escócia: O castelo localizado no centro da Escócia é aberto ao público para visitação. Foi utilizado em várias cenas de Winterfell. Suas paredes de pedra e o pátio são facilmente reconhecidos por qualquer fã de Game of Thrones.

parque-de-vatnajokull-islandia-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

6) Parque de Vatnajökull, Islândia: Vatnajökull é a maior massa de gelo do país. A beleza do parque, que cobre quase 10% de toda a ilha, atrai turistas e aventureiros. Caminhadas diárias pelo local são permitidas, assim como visitas noturnas mais longas.

lago-myvatn-islandia-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

7) Lago Myvatn, Islândia: localizado no norte da Islândia, a área é conhecida por suas características vulcânicas. O lago tem uma paisagem incrível, além de possuir cachoeiras. Muitas aves migratórias passam por aqui e o lugar possui até locais próprios para banhos no verão.

parque-florestal-de-tollymore-irlanda-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

8) Parque florestal de Tollymore, Irlanda: O primeiro parque florestal da Irlanda do Norte abriga 1.600 hectares e possui montanhas ao seu redor, que também são vistas ao fundo de várias cenas.

gozo-malta-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

9) Gozo, Malta: A segunda maior ilha de Malta é um dos lugares favoritos dos turistas que querem escapar das ruas históricas super movimentadas. O arco chamado de “Azure Window” foi formado após duas cavernas calcárias entrarem em colapso. Uma das cenas memoráveis: o casamento de Daenerys Targaryen e Genghis Khan – Khal Drogo. As áreas em volta também foram utilizadas para os nômades Dothraki.

ksar-de-ait-benhaddou-marrocos-foto-imagem-lugar-incriveis-Game-Of-Thrones-para-visitar

10) Ksar de Aït Benhaddou, Marrocos: Patrimônio mundial da Unesco, a cidade possui diversas casas e vilas fortificadas (ksar), além de extensos areais e dunas, por estar justamente entre o deserto do Saara e as cadeias montanhosas de Alto Atlas. A cidade é considerada a praia mais agradável do país. Aqui também foram filmados filmes como A Múmia, Gladiador, Alexandre, Príncipe da Pérsia e outros.

Imagens fascinante de olhos dos mais diversos animais bem de perto

Uma série de imagens de olhos de animais, capturada pela imaginação de Suren Manvelyan, que trabalha profissionalmente com a arte desde 2006, chama a atenção dos curiosos.Nela podemos perceber como são os olhos das mais variadas espécies do mundo. Imagens de vida selvagem normalmente flagram os animais em seu habitat natural, mas esta série é completamente diferente.Nas fotos podemos ver como são os olhos de animais como crocodilo, caracol, além até dos olhos de um ser humano.

cabra7777777777777777777777771

cobra

77777777777777777777777771

humano

777777777777777777777777772

camelo camelo

hipopótamo hipopótamotartaruga Tartaruga

Supernova – Fotos capturadas pelo telescópio Alma – Enorme quantidade de poeira vermelha foi detectada no centro da supernova

foto-supernova-telescopio-alma-imagemImagem impressionante de uma recente supernova transbordando com poeira fresca foram capturadas por um telescópio no deserto do Atacama, no Chile.É a primeira vez que astrônomos testemunharam a origem dos grãos que formaram as galáxias no chamado universo primordial, a primeira fase de formação do universo após o Big Bang. A foto foram capturadas pelo telescópio Alma (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), e foram reveladas na 223ª reunião da American Astronomical Society.A imagem da supernova, uma explosão estelar, serão divulgadas na publicação científica Astrophysical Journal Letters.

Desvanecimento de gigantes

O universo está cheio de pequenas partículas sólidas – desde as faixas escuras que vemos na Via Láctea às belas nuvens nas fotos icônicas do telescópio espacial Hubble, lançado em 1990.

A poeira cai nos planetas e ajuda na formação de estrelas. Mas apesar de sua onipresença, não há evidências concretas de sua origem.

No universo de hoje, boa parte dessa poeira se forma em torno de estrelas que estão morrendo (AGB). Mas essas gigantes não estavam por perto no início do universo.

“É o mesmo problema que temos na minha casa – há uma grande quantidade de poeira e não sabemos de onde vem. O espaço é um lugar bastante confuso”, brincou Remy Indebetouw, astrônomo do National Radio Astronomy Observatory.

“Então usamos um dos telescópios mais avançados tecnologicamente, o Alma, e tentamos descobrir como a poeira era formada no universo primordial.”

“Há algum tempo acredita-se que as supernovas são as criadoras das poeiras nas galáxias. Mas pegar uma no ato está longe de ser coisa fácil.”

“E mesmo quando conseguimos observar uma supernova envolvida por uma nuvem de poeira, há a velha questão da galinha e do ovo: como sabemos que a nuvem não estava lá antes?”

Incômodo’

Para resolver a questão, um grupo de astrônomos do Grã-Bretanha e dos Estados Unidos usou o Alma para observar os restos brilhantes da 1987A, a supernova mais próxima observada recentemente, a 168 mil anos-luz da Terra.

Eles observaram que, enquanto o gás esfriava após a explosão, moléculas sólidas se formavam no centro a partir de átomos de oxigênio, carbono, e silício.

Observações anteriores do 1987A com o telescópio de infravermelho Herschel só haviam detectado uma pequena quantidade de poeira quente.

Mas, graças ao poder do telescópio Alma, apenas 20 minutos foram necessários para capturar a evidência diante das câmeras.

“Nós encontramos uma notável massa de pó concentrada na parte central do material ejetado (nuvem de partículas)”, disse Indebetouw.

“E tudo importa – a área vermelha que você vê no centro da imagem – estava lá no núcleo da estrela antes dela explodir. Isso é emocionante.

“As pessoas pensam em poeira como um incômodo, algo que fica no seu caminho. Mas na verdade é algo muito importante.”

Enquanto supernovas sinalizam a destruição de estrelas, elas também são a fonte de novos materiais e de energia, diz Jacco van Loon, da Universidade de Keele, coautor do estudo.

“Nossa vida seria muito diferente sem os elementos químicos que foram sintetizados em supernovas ao longo da história”, disse ele.

“Os grãos são incrivelmente difíceis de produzir no vasto vazio do espaço. E se supernovas realmente produzem muitos deles, isto tem consequências muito importantes e positivas para a eventual formação do Sol e da Terra.”

O derretimento das geleiras na Antártida estão revelando antigas pirâmides

piramides-antartida-foto-imagem

Três pirâmides antigas foram descobertas na Antártida, por uma equipe de cientistas americanos e europeus. Duas das pirâmides foram descobertas cerca de 16 milhas para o interior, enquanto o terceiro era muito perto da costa.

Os primeiros relatórios sobre as pirâmides apareceu na mídia ocidental no ano passado. PoucosFotos foram publicadas em alguns sites com um comentário que as estruturas estranhas poderiam servir como prova de que o continente coberto de gelo costumava ser quente o suficiente para ter tido uma antiga civilização antiga que ali vivem.

piramides-antartida-polo-sul-foto-imagem

Imagem aérea tomada através do gelo do Pólo Sul parecem mostrar dois ou possivelmente três pirâmides em uma linha em uma formação semelhante às pirâmides de Giza.

foto-piramides-antartida-polo-sul-imagem

Até agora, pouco se sabe sobre as pirâmides e a equipe é manter o silêncio sobre a descoberta. A única informação confiável fornecido pelos cientistas era de que eles estavam planejando uma expedição para as pirâmides para continuar a investigar e determinar com certeza se as estruturas foram artificial ou natural. Nenhum detalhe foi dado sobre o calendário da expedição.

Se os pesquisadores provam que as pirâmides são estruturas feitas pelo homem, a descoberta poderia levar a cabo uma revisão posterior da história da humanidade, como já fez.

foto-piramides-antartida-polo-sul-imagem-expedicao

Os membros da expedição tentando se aproximar da pirâmide.

foto-estrutura-piramidal

A imagem mostra uma estrutura piramidal cercado por direito de gelo no centro da foto, na costa.

Imagem: Programa Integrado de Perfuração Oceânica
Enquanto isso, uma série de descobertas estranhas, mas interessantes têm sido feitas recentemente na Antártida. Em 2009, cientistas do clima não encontrou partículas de pólen, o que poderia dizer que as palmeiras, uma vez cresceu na Antártica e as temperaturas do verão chegou 21C. Três anos depois, em 2012, os cientistas do Instituto de Pesquisas do Deserto, em Nevada identificou 32 espécies de bactérias em amostras de água do Lago Vida na Antártida Oriental.

Uma civilização que a história não pode levar em conta oficial

É possível que a Antártida já foi quente o suficiente no passado recente a ser uma civilização antiga que ali vivem? E ainda mais surpreendente é a questão de saber se uma cultura avançada, desenvolvida há haver algumas estruturas restantes ainda estão enterrados sob o gelo?

Os estudiosos e egiptólogos já suspeitavam que a Esfinge é muito mais antiga do que o esperado, possivelmente mais de 10.000 anos de idade. Os cientistas descobriram que a evidência de erosão hídrica na estátua antiga, a maior do mundo, tem uma história de mudanças climáticas a partir de uma floresta tropical ao calor do deserto em alguns milhares de anos. Se o clima no Egito mudou tão rapidamente, é igualmente possível que o clima da Antártida também poderia ter mudado drasticamente ao mesmo tempo?

De acordo com a teoria da correlação Robert Bauval e Adrian Gilbert, a construção das pirâmides de Gizé foram realizadas em um período anterior a um 12,500 ano 10.500 aC, motivando esta retroactividade para a correlação entre a localização das três principais pirâmides na Necrópole de Gizé e as três estrelas da constelação de Órion, e que esta correlação foi intencionalmente criado por pessoas que construíram as pirâmides.

as-piramides-de-gize-e-as-tres-estrelas-da-constelacao-de-orion-foto

As Pirâmides de Gizé e as três estrelas da constelação de Órion

A referência à data de 12.500 anos atrás, é significativo para Hancock, uma vez que a posição das pirâmides indicar o momento exato em que uma civilização avançada mais cedo viu a sua queda devido a um cataclismo global.

Em seu livro As Pegadas dos Deuses , Graham Hancock encontrou todas as pistas levam a um ponto preciso. De acordo com Hancock, as pirâmides foram construídas em todas as culturas ao redor do planeta e os seus monumentos configurações astronômicas contendo mais ou menos óbvio.

foto-temples-of-atlantis

De antigos testemunhos de muitas comunidades – a Grande Esfinge do Egito, os misteriosos templos de Tiahuanaco, as linhas gigantes de Nazca, no Peru, as pirâmides maciças do Sol e da Lua no México – e os comparou com os mitos e lendas universal, com o estudo de mapas que datam desde os tempos antigos, o estudioso sugere a existência de um povo com uma inteligência superior que possuem tecnologia sofisticada eo conhecimento científico detalhado, cuja “pegada”, no entanto, foram completamente exterminados pelos um desastre de enormes proporções.

Cada cultura tem adorado os seus reis como deuses. Suas religiões foram todas destinadas a encontrar a imortalidade da alma e seus sacerdotes eram os astrônomos, com o conhecimento antecipado dos movimentos celestes. A cobra-réptil é uma figura simbólica que está presente em todas as culturas e é considerado sagrado.

Esta grande unidade cultural, de acordo com Hancock, sugere que a civilização humana não nasceu de uma saída repentina do nada, mas foi “ajudado” por alguém com conhecimento cultural e tecnologia avançada. As provas que sustentam esta teoria é a expansão da agricultura.

Descobriu-se que a agricultura nasce simultaneamente em pelo menos seis regiões do mundo sem ligação aparente entre eles: América Central e do Sul, o Crescente Fértil, África Central, Leste da China e do Sudeste Asiático.

Em conclusão

Se olharmos com alarme de relatórios do aquecimento global alertando que tanto o Ártico ea Antártida estão derretendo. Muitos de nós pode viver para ver o dia em que será exposto em todo o continente da Antártida, como todos os artefatos antigos que existiam lá. Se houver uma pirâmide gigante vai mudar o pensamento do mundo para sempre.

Até o momento não conseguimos recriar as grandes pirâmides. Nós simplesmente não temos a tecnologia.

Portanto, a questão é quem, ou o quê, é que estas pirâmides na Antártida? O que eles deixaram para trás?

Cabra pendurada em abismo de 610m – Fotos

foto-cabra-abismo-imagemStefano Zocca não cansa de olhar para as fotos que tirou durante a viagem com a família para a região dos Alpes Julianos, na Itália. Mas uma sequência de fotos é a preferida do homem de 51 anos, que mora em Bolonha.imagem-foto-cabra-abismo

Ao escalar o monte Jôf di Montasio, que tem o segundo pico mais alto dos Alpes Julianos, ele acabou produzindo imagens de tirar o fôlego.

cabra-abismo-imagem-foto

Zocca flagrou uma cabra se equilibrando em pedrinhas enquanto caminhava no monte, em um abismo com mais de 600 metros. A agilidade e o equilíbrio do animal surpreenderam o italiano, que ficou cerca de duas horas observando – e fotografando – os passos da cabra.

De acordo Zocca, a fêmea se arriscou no monte em busca de comida para seu filhote.

Tubarões – Fotógrafo chega perto dos animais sem nenhuma proteção – Fotos

foto-tubarao-imagem-fotografoAo encontrar um tubarão, a reação da maior parte das pessoas seria apenas uma: fugir. Mas o fotógrafo Todd Bretl garante que, para uma relação amigável com eles, é preciso fazer justamente o contrário e nadar tranquilamente na direção do animal. O profissional, que vive nas ilhas Bermudas, pratica mergulho desde criança e é especializado em registrar a vida marinha. Para as fotos, ele não utiliza nenhum equipamento de segurança, nem sistema de aproximação digital. Isso quer dizer que Todd realmente nada lado a lado das feras dos mares. Ele nunca sofreu acidentes e garante que sequer presenciou um comportamento agressivo de tubarões.Segundo Todd, o importante é manter a calma e, é claro, escolher bem o tipo de tubarão para se aproximar. Ele evita os brancos – o maior peixe predador do mundo – e os makos – os mais rápidos. A maior parte de suas fotos foi feita nas Bahamas, onde as espécies são menos perigosas, como o tímido limão ou o curioso tigre. Mesmo assim, se irritados, eles podem atacar. O profissional simplesmente entra na água e espera os animais chegarem. Como não é preciso mergulhar muito fundo, Todd pode passar o dia todo cercado por criaturas marinhas, apenas esperando pelo clique perfeito. Confira alguns deles.

tubarao-com-a-boca-aberta-imagem

 

tubarao-mostrando-os-dentes-imagem

 

tubarao-cardume-imagem

 

tubarao-com-a-boca-aberta-imagem-foto

 

tubarao-imagem-foto

Emoldurado

foto-imagem-sol

Esta semana, o tema escolhido é “Emoldurado”. registrou suas irmãs numa praia australiana emoldurando o sol com as mãos.

foto-imagem-bike

O quadro da bicicleta mergulhado num rio na cidade de Leerdam, Holanda, assume uma aparência fantasmagórica na foto enviada por Jackie Hardim.

foto-imagem-cavalos

Margaret Metcalfe enviou foto das traves e travessão do gol que emolduram os cavaleiros ao fundo, numa praia mexicana. foto-imagem-paisagem

Willoughby Werner tirou esta foto no Arizona, Estados Unidos, com a parede de tijolos aparentes servindo de moldura para a paisagem desértica. foto-imagem-moduras

Na foto enviada por Terry Richter a mulher ficou emoldurada pelas paredes de um corredor que por sua vez ficaram emolduradas pela abertura na parede de cimento. A foto foi tirada em Los Angeles, Estados Unidos. foto-imagem-oculos

Robin Stern fotografou sua mulher e filha emolduradas pela armação do óculos-escultura, em um parque de Woburn Abbey, Inglaterra. foto-imagem-jirafas

Ian Slisbury usou as pernas de uma girafa em Zâmbia como moldura para a foto de outra girafa. foto-imagem-retrato

Uma câmera escura feita artesanalmente acabou emoldurando Ashley Mayes, estudante de arquitetura da Sheffiield School of Architecture, Inglaterra.

Animais recém-nascidos que cabem na palma da mão

Existe coisa mais graciosa do que um bicho pequenino, daqueles que cabem na palma da mão? Certamente não. Ratinhos, pássaros, esquilos e até filhotes de porco-espinho fazem sucesso em uma série de fotos postadas pela web. Claro que eles não sofreram maus-tratos, foram apenas retratados por apaixonados pela natureza. Quer ver uma seleção sensacional?animal-pequeno-hamster-filhoteO pequeno hamster dorme na mão de uma pessoa (Foto: Marjolein/onebigphoto.com)

animal-pequeno-esquilo-filhoteBebês esquilos só nascem duas vezes ao ano: na primavera e no verão (Foto: Alex Kaufman/onebigphoto.com)

animal-pequeno-cobra-filhoteSupercolorida, a pequena cobra parece dar um sorriso (Foto: Sébastien Del Grosso/onebigphoto.com)

animal-pequeno-camaleao-filhoteCamaleões bebês são tão pequenos… (Foto: Sam Driscoll/onebigphoto.com)

animal-pequeno-veado-filhoteEste pequeno veado órfão foi resgatado e tem apenas 500 gramas (Foto: Jeff Moore/onebigphoto.com)

animal-pequeno-golfinho-filhoteGolfinho de apenas 10 dias de idade (Foto: Miguel Rojo/onebigphoto.com)

animal-pequeno-passarinho-filhotePassarinhos recém-chegados ao mundo (Foto: Michael Forster Rothbart/onebigphoto.com)

animal-pequeno-gato-filhoteO filhote de gato cabe na palma da mão (Foto: Reprodução/onebigphoto.com)

animal-pequeno-texugo-filhoteO texugo bebê com a manchinha característica da espécie na cabeça (Foto: Reprodução/onebigphoto.com)

animal-pequeno-porco-espinho-filhoteQuando nascem, os porcos-espinhos têm espinhos maleáveis (Foto: Beatriz Pacheco/onebigphoto.com)

Animal mais feio do mundo – Peixe bolha é eleito o símbolo para preservação de “animais feios”

foto-peixe-bolha-psychrolutes-marcidus-imagem-animal-mais-feio-do-mundoO gelatinoso peixe-bolha (Psychrolutes marcidus), com sua cara de poucos amigos, ganhou uma votação pública para se tornar o mascote oficial da Sociedade para a Preservação dos Animais Feios, da Inglaterra.Isso dá ao peixe o título não-oficial de animal mais feio do mundo.

A entidade começou como um evento noturno de comédia com o tema ciência e depois elaborou a campanha do mascote para atrair atenção para as espécies “esteticamente desfavorecidas” que estão ameaçadas.
O vencedor foi anunciado no Festival Britânico de Ciência em Newcastle.

O peixe-bolha é o primeiro da lista, que inclui o macaco-narigudo (Nasalis larvatus), a tartaruga-nariz-de-porco, a rã-do-Titicaca (conhecida em inglês como “rã-escroto”) e os piolhos pubianos.

O biólogo e apresentador de TV Simon Watt, presidente da Sociedade para a Preservação de Animais Feios, disse esperar que a campanha chame a atenção para as ameaças que essas “criaturas estranhas e maravilhosas” enfrentam.

“Nossa abordagem convencional à conservação é egoísta. Nós só protegemos animais com os quais nos identificamos porque eles são fofinhos, como os pandas”, disse à BBC.

“Se as ameaças de extinção são tão ruins quanto parecem, focar somente na fauna carismática não faz sentido.”

“Não tenho nada contra pandas, mas eles têm que os ajude. Esses animais (os ‘feios’) precisam de ajuda”, acrescentou.

O que morreu hoje?

Watt disse esperar que a votação do mascote também mostre um lado mais leve do ativismo conservacionista.

“É o tipo mais deprimente de ciência. É basicamente descobrir: o que será que morreu hoje?”

Para realizar a campanha, Watt trabalhou com um grupo de comediantes. Cada um deles fez um vídeo no YouTube defendendo seu animal favorito. Em seguida, a sociedade pediu ao público que votasse
O peixe-bolha acabou ganhando a eleição com quase 10 mil votos.

Essa criatura estranha vive no mar do sudeste australiano e na Tasmânia, em profundidade entre 600 e 1,2 mil metros, onde a pressão atmosférica é dezenas de vezes mais alta do que no nível do mar.
Seu corpo gelatinoso é só um pouco mais denso do que a água e ele passa sua vida “quicando” nas profundezas.

O peixe se alimenta de caranguejos e lagostas. Por isso, sofre uma ameaça significativa dos arrastões de pesca. Apesar de não ser comestível, ele fica preso nas redes.

Os habitats de outros animais candidatos ao título de criaturas mais feias também enfrentam perigos semelhantes.

Por isso, Watts insiste que a conservação da natureza deve se concentrar em proteger habitats, e não espécies específicas.

Carly Waterman, do programa de Espécies de Evolução Distinta e Globalmente Ameaçadas (Edge, na sigla em inglês), da Sociedade Zoológica de Londres, elogiou a campanha e afirmou que é importante conscientizar as pessoas a respeito dos animais tradicionalmente menos “carismáticos”.

“Uma grande proporção da biodiversidade do mundo está sendo ignorada. Levantar a bandeira dessas espécies é positivo.”

Conheça os outros finalistas:

foto-kakapo-papagaio-imagem-animal-feio-mundo

Kakapo

É o único papagaio do mundo que não voa. Também conhecido como papagaio-mocho, esse pássaro pesado se desenvolveu na Nova Zelândia, que funcionou como uma “bolha”, sem predadores naturais. Mas o país agora tem muitos mamíferos, incluindo humanos, que dizimaram sua população. De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, somente 126 dessas aves permaneciam na natureza no início de 2012.

 

foto-axolote-imagem-animal-feio-mundoAxolote

Essa salamandra mexicana nunca cresce. Ela passa sua vida inteira embaixo d’água, ao contrário de outras salamandras, que desenvolvem a habilidade de respirar fora da água quando amadurecem. Mas o estado perpétuo de larva em que o axolote permanece faz com que os membros que ele perde cresçam de volta. Também significa que essas criaturas são de grande interesse para os cientistas. As salamandras são estudadas por sua aparente resistência natural ao envelhecimento e ao câncer. Elas vivem somente em um pequeno grupo de lagos no México que estão se tornando cada vez mais poluídos.

foto-ra-do-titicaca-imagem-animal-feio-mundoRã-do-Titicaca

Também conhecida como “rã escroto”, esse anfíbio vive somente no lago Titicaca, nos Andes. A rã desenvolveu uma capacidade pulmonar reduzida, então suas muitas dobras de pele a ajudam a respirar. De acordo com os relatos de alguns pesquisadores, estes animais fazem “flexões” no fundo do lago para criar perturbações na água e aumentar o fluxo de oxigênio.

foto-macaco-narigudo-imagem-animal-feio-mundoMacaco narigudo

Além do seu enorme nariz, esse primata também é rechonchudo, resultado da sua dieta de frutas verdes. Só os machos tem narizes tão grandes e, apesar de parecerem estranhos, acredita-se que sua aparência os torna mais atraentes para parceiras em potencial.

Trolltunga – Imagens de um precipício de 700 metros de altura no Lago Ringedalsvatenet, em Odda ( Noruega)

Chama-se Trolltunga (Língua do Troll). Trata-se de um precipício de 700 metros de altura sobre o Lago Ringedalsvatnet, em Odda (Noruega). A pedra inclinada vem atraindo recentemente aventureiros mais radicais de vários países. Tudo pela adrenalina de se sentar na extremidade da rocha e desafiar a vertigem. Nas primeiras três fotos, o turista tcheco Thomas Havel, de 18 anos, arrisca-se sentado com as pernas penduradas.foto-trolltunga-precipicio-lago-ringedalsvatenet-odda-noruega-imagem

 

foto-trolltunga-precipicio-lago-ringedalsvatenet-odda-noruega

 

Daredevil Leans Over Vertigo Inducing 2300ft Drop

 

imagem-trolltunga-precipicio-lago-ringedalsvatenet-odda-noruega