Arquivos de Categorias: Macaco

Macaco-esquilo observar a lente de uma câmera fotográfica

Um macaco-esquilo parecia admirado ao observar a lente de uma câmera fotográfica, nesta quinta-feira (21), durante censo no zoológico de Londres, na Inglaterra. Todos os animais do zoológico serão pesados e medidos durante checagem realizada anualmente. 

Macaco-esquilo parecia admirado ao observar a lente de uma câmera fotográficafoto-imagem-macaco

foto-imagem-macaco-esquilo

Fotos da natureza e animais em raio X

Após se aposentar, o físico holandês Arie van’t Riet decidiu transformar seu passatempo em arte. Ele cria imagens a partir de radiografias de animais e plantas.Natural da pequena cidade de Bathmen, no leste da Holanda, van’t Riet começou a fazer raios X de flores quando dava aulas sobre o funcionamento da máquina.Desde então, a coleção de imagens do físico aumentou e passou a incluir não só outras plantas, como também pássaros, peixes e macacos.

“Quero que o meu trabalho sirva para destacar a beleza incrível da natureza e espero que as pessoas possam valorizar mais a natureza depois de ver essas imagens”, disse.

foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx foto-imagem-animais-raiosx

Animal mais feio do mundo – Peixe bolha é eleito o símbolo para preservação de “animais feios”

foto-peixe-bolha-psychrolutes-marcidus-imagem-animal-mais-feio-do-mundoO gelatinoso peixe-bolha (Psychrolutes marcidus), com sua cara de poucos amigos, ganhou uma votação pública para se tornar o mascote oficial da Sociedade para a Preservação dos Animais Feios, da Inglaterra.Isso dá ao peixe o título não-oficial de animal mais feio do mundo.

A entidade começou como um evento noturno de comédia com o tema ciência e depois elaborou a campanha do mascote para atrair atenção para as espécies “esteticamente desfavorecidas” que estão ameaçadas.
O vencedor foi anunciado no Festival Britânico de Ciência em Newcastle.

O peixe-bolha é o primeiro da lista, que inclui o macaco-narigudo (Nasalis larvatus), a tartaruga-nariz-de-porco, a rã-do-Titicaca (conhecida em inglês como “rã-escroto”) e os piolhos pubianos.

O biólogo e apresentador de TV Simon Watt, presidente da Sociedade para a Preservação de Animais Feios, disse esperar que a campanha chame a atenção para as ameaças que essas “criaturas estranhas e maravilhosas” enfrentam.

“Nossa abordagem convencional à conservação é egoísta. Nós só protegemos animais com os quais nos identificamos porque eles são fofinhos, como os pandas”, disse à BBC.

“Se as ameaças de extinção são tão ruins quanto parecem, focar somente na fauna carismática não faz sentido.”

“Não tenho nada contra pandas, mas eles têm que os ajude. Esses animais (os ‘feios’) precisam de ajuda”, acrescentou.

O que morreu hoje?

Watt disse esperar que a votação do mascote também mostre um lado mais leve do ativismo conservacionista.

“É o tipo mais deprimente de ciência. É basicamente descobrir: o que será que morreu hoje?”

Para realizar a campanha, Watt trabalhou com um grupo de comediantes. Cada um deles fez um vídeo no YouTube defendendo seu animal favorito. Em seguida, a sociedade pediu ao público que votasse
O peixe-bolha acabou ganhando a eleição com quase 10 mil votos.

Essa criatura estranha vive no mar do sudeste australiano e na Tasmânia, em profundidade entre 600 e 1,2 mil metros, onde a pressão atmosférica é dezenas de vezes mais alta do que no nível do mar.
Seu corpo gelatinoso é só um pouco mais denso do que a água e ele passa sua vida “quicando” nas profundezas.

O peixe se alimenta de caranguejos e lagostas. Por isso, sofre uma ameaça significativa dos arrastões de pesca. Apesar de não ser comestível, ele fica preso nas redes.

Os habitats de outros animais candidatos ao título de criaturas mais feias também enfrentam perigos semelhantes.

Por isso, Watts insiste que a conservação da natureza deve se concentrar em proteger habitats, e não espécies específicas.

Carly Waterman, do programa de Espécies de Evolução Distinta e Globalmente Ameaçadas (Edge, na sigla em inglês), da Sociedade Zoológica de Londres, elogiou a campanha e afirmou que é importante conscientizar as pessoas a respeito dos animais tradicionalmente menos “carismáticos”.

“Uma grande proporção da biodiversidade do mundo está sendo ignorada. Levantar a bandeira dessas espécies é positivo.”

Conheça os outros finalistas:

foto-kakapo-papagaio-imagem-animal-feio-mundo

Kakapo

É o único papagaio do mundo que não voa. Também conhecido como papagaio-mocho, esse pássaro pesado se desenvolveu na Nova Zelândia, que funcionou como uma “bolha”, sem predadores naturais. Mas o país agora tem muitos mamíferos, incluindo humanos, que dizimaram sua população. De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, somente 126 dessas aves permaneciam na natureza no início de 2012.

 

foto-axolote-imagem-animal-feio-mundoAxolote

Essa salamandra mexicana nunca cresce. Ela passa sua vida inteira embaixo d’água, ao contrário de outras salamandras, que desenvolvem a habilidade de respirar fora da água quando amadurecem. Mas o estado perpétuo de larva em que o axolote permanece faz com que os membros que ele perde cresçam de volta. Também significa que essas criaturas são de grande interesse para os cientistas. As salamandras são estudadas por sua aparente resistência natural ao envelhecimento e ao câncer. Elas vivem somente em um pequeno grupo de lagos no México que estão se tornando cada vez mais poluídos.

foto-ra-do-titicaca-imagem-animal-feio-mundoRã-do-Titicaca

Também conhecida como “rã escroto”, esse anfíbio vive somente no lago Titicaca, nos Andes. A rã desenvolveu uma capacidade pulmonar reduzida, então suas muitas dobras de pele a ajudam a respirar. De acordo com os relatos de alguns pesquisadores, estes animais fazem “flexões” no fundo do lago para criar perturbações na água e aumentar o fluxo de oxigênio.

foto-macaco-narigudo-imagem-animal-feio-mundoMacaco narigudo

Além do seu enorme nariz, esse primata também é rechonchudo, resultado da sua dieta de frutas verdes. Só os machos tem narizes tão grandes e, apesar de parecerem estranhos, acredita-se que sua aparência os torna mais atraentes para parceiras em potencial.

O macaco da bola azul da Porta dos Fundos!

E mais uma vez a “Porta dos Fundos” surpreende com humor ácido na rede.  O Macaco de bola azul é também conheci como Chlorocebus aethiops é um macaco do velho mundo que possui logos tufos de pelo branco na lateral da face. Seu habitat é a savana e este curioso animal é mais ativo de manhã e no início da noite.Macaco-da-bola-azul-Porta-dos-fundos-Ambientalistas-em-rede-1 Macaco-da-bola-azul-Porta-dos-fundos-Ambientalistas-em-rede-2 KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA Macaco-da-bola-azul-Porta-dos-fundos-Ambientalistas-em-rede-4

Seus hábitos alimentares consistem de comer principalmente frutas, vegetais e mamíferos pequenos, às vezes, insetos e aves, tornando-se um onívoro.

Na hierarquia de machos, o alfa mostra seu domínio colocando a sua cauda em uma posição rígida de pé e a cor azulada dos testículos tem serve de referencia à potência de dominância física como atração sexual dentro do grupo. Ou seja, quando mais azulado for o testículo, mais destacado dentro do grupo será o macho. As fêmeas têm um número limitado de companheiros, enquanto os machos possuem numerosas fêmeas.

Amizade insólita – Amizade entre filhotes de tigre, leão e macaco é registrada em zoo da China

filhotes-macaco-tigre-amizade-insolita-foto-imagem

Um raro flagrante de convivência entre animais de três diferentes espécies foi feito no zoológico Guaipo Manchurian, na cidade de Shenyang, na China.

A imagem, divulgada nesta sexta-feira (3) pela agência de notícias Reuters, mostra um bebê macaco apoiado nas costas de um filhote de leão e, ao lados dos dois “amigos”, estão outros dois filhotes de tigre, que tiram um cochilo na grama.

A amizade incomum entre o leão, que tem pouco mais de 30 dias de vida, e o pequeno primata, nascido há 18 dias, surpreendeu os tratadores do zoo chinês.

Desde o nascimento dos dois animais eles são alimentados por funcionários do local, já que suas mães não fornecem leite materno para amamentação.

Fotos de animais esquisitos


A lagartixa da espécie Uroplatus fimbriatus é encontrada nas florestas tropicais de Madagascar. Ela pode chegar a 30 centímetros de comprimento. Como não tem pálpebras, ela usa a língua para remover a poeira dos olhos.

A da espécie Centrolenidae é conhecida como rã de vidro porque tem a pele quase transparente. Ela vive em florestas úmidas da América Central e do Sul.

A Aye-aye é uma espécie de lêmure com olhos saltados e grandes orelhas. Ela vive nas florestas de Madagascar e usa o longo dedo médio para retirar larvas dos troncos de árvores ocas.

O Axolotl é uma espécie de salamandra mexicana que não se desenvolve. O nome é de origem asteca e significa monstro aquático.

O Társio é um dos menores primatas do mundo. Ele mede apenas 13 centímetros e traz os olhos grandes e arredondados como seu grande diferencial. O animal também tem habilidades ultrassônicas. Ele consegue produzir e ouvir sons que fogem do alcance da audição humana.

A Giraffa Trachelophorus é uma espécie de inseto encontrado em Madagascar. Ela tem esse nome por causa do pescoço estendido, parecido com o da Girafa. O pescoço auxilia o inseto na construção de ninhos.

A lagartixa da espécie Uroplatus phantasticus tem uma cauda parecida com uma folha para se camuflar na floresta. Conhecida como lagartixa satânica, ela só é encontrada em florestas não perturbadas porque é muito sensível à destruição do habitat.

A Tartaruga-de-casco-mole é uma espécie que, além de não ter o caso rígido, usa o nariz comprido para respirar quando fica sem fôlego. Assim, ela não precisa tirar a cabeça da água e fica mais protegida contra os predadores.

O Macaco-narigudo vive em mangues em Bernéu, uma ilha da Ásia. Na época de acasalamento, ele emite um som com seu nariz grande e flexível. Porém, essa espécie corre risco de extinção.

O Pangolim é um mamífero com aspecto de réptil que vive nas zonas tropicais da Ásia e da África. Ele se transforma em uma bola sempre que se sente ameaçado por algum predador.

O Blobfish é um peixe raramente encontrado vivo. Ele vive nas águas profundas do mar da Austrália e da Tasmânia. Sua consistência é gelatinosa e ele tem densidade levemente menor do que a da água.

O dragão-marinho é um animal que se camufla para se salvar dos predadores nos mares do Oceano Índico. As nadadeiras e o seu modo de nadar fazem o animal parecer com um pedaço de alga flutuante.

Cabelo estilo black power no reino animal


Macaco fotógrafo – Macaco rouba câmera e tira fotos dele mesmo

O fotógrafo britânico David Slater teve a câmera roubada por um macaco preto em um parque na ilha de Sulawesi, Indonésia. O hábil símio, que é raro e ameaçado de extinção, aproveitou e tirou umas fotos de si mesmo:

“Ele tirou centenas de fotos até que eu recuperasse a câmera. Mas a maioria estava sem foco. Obviamente ele ainda não desenvolveu a técnica. Esse tipo de macaco não é conhecido pela inteligência, ao contrário do chimpanzé. É apenas curioso”, disse o fotógrafo premiado ao “Telegraph”.

Fonte: O Globo