Foto do dia

PAVILHÃO DOURADOO sol ilumina a folha de ouro que adorna o Kinkaku-ji, um templo zen budista em Kyoto, Japão. Enquanto o site remonta ao século 14, o atual pavilhão foi construído na década de 1950 após o original incendiado.

PRISIONEIRO DE AUSCHWITZ OCULTOU UM SEGREDO POR 70 ANOS

Imagine a surpresa que o pessoal do e Memorial teve ao descobrir que um item que faz parte da coleção da instituição ocultava um segredo há mais de 70 anos! O objeto em questão é uma caneca que pertenceu a um dos muitos judeus que foram enviados ao famoso campo de concentração e, depois de ser radiografado, revelou guardar algo que passou despercebido pelos nazistas — e por todos os demais — durante esse tempo todo! Veja:


De acordo com Camila Domonoske, do site npr, a caneca possui um fundo falso e, sob ele, foram cuidadosamente escondidos um colar de ouro e um anel do mesmo material incrustrado com pedras preciosas. E qual é a história desse fascinante utensílio? Segundo Camila, quando os primeiros prisioneiros começaram a ser enviados aos campos de concentração, eles ouviam dos nazistas que estavam sendo relocados para trabalhar e viver em outras localidades.

Os prisioneiros inclusive tinham permissão de levar alguma bagagem e, acreditando que estavam se mudando para outro lugar, é claro que a grande maioria deles incluía nas malas seus pertences mais valiosos. E era bem isso o que os alemães esperavam que os prisioneiros fizessem — tanto que, quando essas pessoas chegavam a Auschwitz ou a outro campo de extermínio qualquer, todas suas posses eram confiscadas pelos nazistas.

A caneca da coleção é um dos milhares de itens confiscados no campo de concentração e o fato de ela esconder tão bem peças valiosas para a pessoa que as ocultou ali demonstra que quem quer que tenha guardado as joias provavelmente tinha esperança de um dia escapar dos nazistas e recomeçar a vida depois da guerra. E isso é bastante triste, uma vez que a pessoa que teve a caneca confiscada provavelmente está entre os mais de um milhão de pessoas que perderam a vida em Auschwitz.

Por outro lado, não é incrível que, mesmo depois de mais de sete décadas desde que o campo de concentração foi libertado, os historiadores e curadores das coleções ainda descubram relíquias deixadas pelas vítimas?

IMAGENS QUE VOCÊ NÃO VÊ TODO DIA

Filhote de um marlim-azul é a coisa mais fofinha dos mares

A patinha de uma lagartixa vista debaixo

Universidade de Balamand, no Líbano, tem uma escada incrível

Esta árvore sobreviveu ao atentado nuclear em Hiroshima

Foto do dia

PELO MAR OU PELO ARRodeado por gaivotas, um pescador limpa seu barco no porto de Mascate, a capital de Omã. A cidade abriga mais de 1,5 milhão de pessoas e a pesca é tradicionalmente uma das principais exportações.

FIRE VOLCANO

O Volcán de Fuego da Guatemala, ou Vulcão de Fogo, tem estado continuamente ativo por centenas de anos. O vulcão fica a mais de 12.000 pés acima do nível do mar, a apenas alguns quilômetros da cidade de Antigua.

BELEZA PECULIAR DE PESSOAS COM SARDAS

Para quem não sabe, as sardas são pequenas manchas marrons que surgem no rosto ou em partes do corpo que estão frequentemente expostas ao sol, como braços, colo ou mãos. Provocadas pelo aumento da melanina — o pigmento que dá cor à pele, aos cabelos e aos olhos —, elas tendem a ficar mais escuras durante o verão.

A paixão do fotógrafo Brock Elbank por essas marcas na pele o levou a criar uma série de imagens cujo objetivo principal é elevar a autoestima de pessoas com sardas e deixá-las mais confortáveis com essa característica que as torna tão únicas e belas. Em suas andanças, o artista descobriu histórias de homens e mulheres insatisfeitos com sua aparência, que relataram, inclusive, terem sofrido bullying por causa dela.

GOLDEN HAZE

Uma neblina cobre Londres durante a hora dourada um dia de janeiro. O edifício alto à esquerda é conhecido como The Shard. Com 95 andares, é o prédio mais alto do Reino Unido.

Imagens de Júpiter – Nasa divulga fotos do planeta feitas pela sonda espacial Juno

Registros foram feitos pela sonda espacial Juno, da agência espacial norte-americana

A cada 53 dias, a humanidade aprende mais sobre Júpiter. Isso só é possível por conta do trabalho da pequena sonda espacial Juno, desenvolvida pela NASA: durante esse período de tempo, o equipamento orbita o planeta gasoso e coleta dados, capturando fotos incríveis do maior planeta do Sistema Solar.

Os registros desse passeio chegam até nós em uma versão preto e branco, porém, graças aos cientistas da agência norte-americana, as imagens são reprocessadas e ganham cores.

Juno está em órbita ao redor de Júpiter desde 5 de julho de 2016. A sonda espacial possibilitou que o planeta fosse visto pela primeira vez abaixo da cobertura densa de nuvens que o reveste.

Inicialmente, a Juno teria um percurso orbital mais curto, porém, devido a um erro em uma de suas válvulas, a sonda teve que ser posta em uma órbita maior, de 53 dias, para evitar que a radiação do planeta a destruísse. Além de registrar fotos, a missão de Juno – que deve durar até 2021 – é estudar a gravidade, o campo magnético e outras características do planeta.

No início de fevereiro de 2017, outras fotos do planeta foram divulgadas. Agora, novos registros estão aí para quem quiser conhecer mais sobre Júpiter:

 

HOTÉIS QUE OFERECEM O CENÁRIO PERFEITO PARA UM BOM CAFÉ DA MANHÃ

Longe dos balcões de padaria e muito além dos tradicionais pingado e pão na chapa, alguns hotéis e pousadas nacionais beiram a perfeição na hora de servir a refeição mais importante do dia. Uns, inclusive, se destacam tanto pelo cardápio, rico em variedades, quanto pela ambientação, que oferece desde vistas incríveis para o mar ou campo a ambientes históricos durante a estada ou visita.

Veja algumas sugestões para começar bem o dia durante a viagem:

Pousada Casa Caiada – Maceió (AL)

Anexo à Pousada Casa Caiada, em Maceió, o restaurante Varandas do Mar leva a nomenclatura ao pé da letra ao oferecer uma vista incrível para a vasta imensidão azul turquesa do mar de Pratagy. Ele se destaca por servir um delicioso café colonial, que dispõe de um vasto e completo cardápio que inclui sucos de frutas regionais da época, queijo coalho, tapioca, cereais e o carro chefe do restaurante, um refrescante drink de limão com capim santo.

Pestana Rio Atlântica – Rio de Janeiro (RJ)

Com uma vista de tirar o fôlego para a belíssima praia de Copacabana e uma convidativa piscina como companhia, o café da manhã servido no rooftop do Pestana Rio Atlântica é um mero coadjuvante. Não que o vasto e variado buffet de pães, bolos, ovos, calabresa, presunto, queijos, frutas e sucos deixe a desejar, mas com um cenário desses, quem é que liga para o café?

Botanique Hotel &Spa – Campos do Jordão (SP)

No triângulo das Serras, região entre Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí, o Botanique Hotel &Spa mima os seus hóspedes e clientes com um delicioso café da manhã sob medida na varanda do próprio quarto do hóspede. Destaque para os alimentos produzidos pela horta do Botanique e para a deslumbrante vista, é claro.

Bônus: Para os apaixonados por café, os grãos utilizados pelo hotel são comprados em sacas, torrados toda a semana e moídos todos os dias antes de ser coado ou processo pela La Marzocco, a Ferrari das máquinas espresso.

Fazenda Capoava – Itu (SP)

Na Fazenda Capoava, em Itu, é possível tomar café da manhã em uma histórica propriedade com quase três séculos de existência. Construída em taipa de pilão e erguida ao melhor estilo bandeirista, o casarão sede, datado de 1750, preservou o seu caráter rural e histórico e oferece uma verdadeira imersão cultural durante a refeição. Os icônicos janelões de fazenda e a mobília de época ainda seguem presentes e acessíveis aos hóspedes.

Pestana Convento do Carmo – Salvador (BA)

O café da manhã do Pestana Convento do Carmo, em Salvador, emana história, assim como todo o hotel, que começou a ser erguido em 1586 pela Ordem Primeira dos Freis Carmelitas e finalizado somente em 1730. O charme arquitetônico colonial brasileiro, presente em todo o empreendimento, fica ainda mais evidente entre as colunas que sustentam o Bar Todos os Santos. Ali, as refeições transcorrem lenta e calmamente e parecem ganhar mais gosto e sabor.

Foto do dia

COFFEE STORIES

Na cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã, um antigo prédio de apartamentos de nove andares chamado Café Apartment foi transformado em uma casa para cafés, restaurantes e espaços de coworking. “É muito engraçado”, diz o fotógrafo da Shot Shot, Samsara Tran. “Você poderia facilmente passar um dia inteiro explorando este apartamento”.