Foto do dia

De cima, este bairro da Cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã, parece animado e pacífico. Mas no chão, é uma história diferente, diz o fotógrafo Your Shot, Tan Diep Bao. A área, chamada Black Water Hamlet, foi originalmente habitada por trabalhadores imigrantes que construíram casas de palafitas nos canais. “Agora tornou-se uma favela com um ambiente extremamente ruim”, diz Tan Diep Bao. “Estes canais estão cada vez mais poluídos com resíduos”.

SACANAGEM! OLHA A PEGADINHA QUE ARMARAM EM PLATAFORMA DE VIDRO NA CHINA

Imagine que você, turistando pelo mundo, decide fazer um passeio por uma incrível plataforma transparente instalada no alto de um imenso paredão rochoso. Então, enquanto você está lá, de boa, apreciando a vista de tirar o fôlego de uma altura vertiginosa, você percebe que o piso sob os seus pés começa a trincar a cada movimento seu. Já pensou no desespero que você certamente sentiria?

Baita susto!

Pois existe uma plataforma com essas características instalada nas Montanhas Taihang, situadas na Província de Hebei, na China. A passarela tem mais de 260 metros de extensão, fica a mais de 1,1 mil metros acima do nível do mar e foi construída com painéis reforçados capazes de suportar até 800 quilos por metros quadrado. No entanto, de acordo com Allee Manning, do site Inverse, um time de engenheiros achou que seria hilário armar uma pegadinha no local!

Os caras instalaram sensores entre os painéis que, quando detectam o peso de alguém sobre o piso, desencadeiam um efeito especial pra lá de realista que dá a impressão de que a plataforma está trincando — e que, ao mais mínimo movimento, vai quebrar. Como você pode imaginar, a brincadeira pegou bastante gente desprevenida, e não faltou quem quase morreu de susto. É claro que algumas das reações foram capturadas em vídeo e, como a galera adora uma zoeira, o clipe já tem mais de 1,6 milhão de visualizações. Dê só uma olhada:

Segundo as informações do vídeo acima, o passeio pela plataforma não oferece riscos, e os painéis são checados diariamente pelo pessoal da manutenção para garantir que está tudo em ordem e que os visitantes possam desfrutar da atração em segurança. Contudo, segundo Allee, depois de ver as reações de algumas das vítimas que caíram na pegadinha — como a do pobre guia turístico do clipe —, as autoridades locais divulgaram um pedido de desculpas e avisaram que serão instalados avisos na passarela para que ninguém morra do coração lá em cima.

Os finalistas do prêmio de Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano

O Museu de História Natural de Londres anunciou nesta semana os finalistas do prêmio de melhor fotógrafo de vida selvagem do ano, o Wildlife Photographer of the Year.

Os finalistas da competição foram selecionados entre 50 mil fotos. Os vencedores serão anunciados no dia 17 de outubro. Abaixo, uma seleção de alguns finalistas.

Essa imagem do fotógrafo francês Laurent Ballesta mostra uma jovem foca sendo levada por sua mãe para as águas geladas da Antártida. Essa espécie dá a luz sobre o gelo e leva os filhotes para nadar depois de uma semana ou duas. Focas adultas são ótimas mergulhadoras, sobrevivendo submersas por até 82 minutos e alcançando profundidas de até 600 metros.

O fotógrafo russo Sergey Gorshkov retratou uma raposa-do-ártico carregando um precioso ovo de ganso-das-neves após atacar um ninho. Grandes bandos dos pássaros migram para a tundra no fim de maio, vindo de lugares tão distantes quanto a Califórnia. Em 2016, a região leste da Rússia chegou a reunir 300 mil gansos-das-neves. Embora os casais de pássaros protejam seus ninhos, as raposas conseguem roubar até 40 ovos por dia, atacando os gansos até que haja uma oportunidade de roubar um ovo.

As raposas então enterram seus prêmios, que permanecem comestíveis até o fim do verão. Quando uma nova geração de jovens raposas começa a explorar a região, elas também se beneficiam desses tesouros enterrados.

O fotógrafo Andrey Narchuk queria fotografar um salmão na Rússia, mas acabou batendo essa foto de dois gymnosomatas (espécie de molusco aquático, parente das lesmas-marinhas) cruzando.

Essa água-americana – ave símbolo dos EUA – foi fotografada pelo fotógrafo alemão Klaus Nigge no Alasca.

Depois da vários dias de chuva constante, a ave de rapina estava encharcada. Acostumadas com pessoas, as aves são atrevidas. “Eu deitava na praia e era rodeado pela águias”, diz Klaus.

Steve Winter fez essa imagem de um filhote de tigre ferido na ilha de Sumatra, na Indonésia. Com seis meses de idade, o animal foi resgatado de uma armadilha ilegal. Enjaulado, ele tenta soltar um rugido dentro de sua jaula.

Esse filhote de urso-pardo abraça sua mãe em uma cena capturada em uma reserva no Alasca pela jovem fotógrafa Ashleigh Scully.

Depois de pescar na maré baixa, a mãe ursa estava levando os filhotes de volta a um campo perto da praia. Um dos jovens ursos, no entanto, queria ficar brincando.

O fotógrafo israelense Tyohar Kastiel passou uma semana observando um casal de pássaros da espécie quetzal-resplandecente alimentarem seus filhotes para conseguir fazer essa foto.

No oitavo dia, os pais demoraram muito para voltar, e o fotógrafo ficou preocupado. Então o macho e a fêmea voltaram com abacates. Mas, em vez de darem para os filhotes, deixaram em um galho próximo. Os pequenos então saíram do ninho para comer sozinhos.

Cavalos-marinhos pegam carona nas correntezas marítimas se agarrando em algas e outros objetos marinhos. Mas o fotógrafo Justin Hofman flagrou esse minúsculo animal se agarrando a um cotonete quando uma correnteza repleta de lixo plástico chegou a um recife na Indonésia.

O fotógrafo Mats Andersson caminha todos os dias pela floresta próxima à sua casa, no sul da Suécia. Em uma manhã fria de fevereiro, ele fez esse retrato de um esquilo-vermelho fechando os olhos por um segundo, para depois voltar a procurar por comida.

IMPRESSIONANTE! 11 DE SETEMBRO QUE VOCÊ AINDA NÃO VIU

Eclipse solar 2017: confira as melhores imagens

Um eclipse solar total nesta segunda-feira acontece em grande parte dos Estados Unidos, com a Lua cobrindo completamente o Sol. No Brasil, o evento celeste é bem mais tímido e ocorre na forma de um eclipse parcial (quando a Lua não fica completamente na frente do Sol), no meio da tarde. A melhor visualização é nos estados do Norte e do Nordeste, onde até 40% da nossa estrela ficará oculta.

Segundo a agência espacial americana, o fenômeno poderia ser observado por 500 milhões de pessoas em sua forma total ou parcial — 391 delas nos Estados Unidos, 35 milhões no Canadá e 119 milhões no México, América Central e América do Sul.  Em algumas regiões americanas, o Sol ficou completamente encoberto por dois minutos e quarenta segundos.

Em solo brasileiro, as melhores capitais para admirar o fenômeno serão Boa Vista, em Roraima, onde o eclipse começa por volta das 15h, e Macapá, no Amapá, às 16h. O ápice do fenômeno ocorre cerca de uma hora depois. Confira se o eclipse é visível em sua cidade e em qual horário começa neste mapa interativo da Nasa.

Proteção

Os astrônomos avisam que o eclipse não deve ser observado ou fotografado sem proteção. Quem pretende ver o evento nos estados brasileiros onde ele ocorre deve usar um filtro astronômico importado ou uma máscara de solda de tonalidade 14 para olhar para o Sol. Outros materiais, como óculos escuros, chapas de raio-X e telescópios comuns, podem causar sérios danos à visão.

ARTISTA CRIA VERSÕES ASSUSTADORAS DE PERSONAGENS FAMOSOS

O artista australiano Wil Hughes resolveu dar seu toque particular a personagens famosos que marcaram a infância de muita gente, seja na TV, no cinema, na literatura ou em outras formas de entretenimento.

O diferencial de seus trabalhos, no entanto, é o fato de que eles acabam se transformando em versões sombrias e assustadoras de rostos que já nos são familiares.

Com texturas marcantes e um sombreamento perfeito, Hughes consegue colocar nas imagens que cria um realismo que mexe com os brios de quem encara cada imagem por alguns segundos. Confira o trabalho dele a seguir e depois nos conte o que achou:

Ronald McDonald

Homer Simpson

Rick Sanchez

Lula Molusco

Wally

Krusty, o Palhaço

Bob Esponja

Patrick

Peter Griffin

Morty

Plâncton

Mr. Bean

Arnold

Coragem, o Cão Covarde

Pepe, o Sapo

ZIGUE-ZAGUE? NÃO! AS LINHAS AZUIS SÃO PERFEITAMENTE RETAS, ACREDITA?

Uma das ilusões de óticas mais conhecidas de todos os tempos é a da “parede de café” (o item 7 desta lista), redescoberta em 1973 nos azulejos de uma cafeteria na cidade de Bristol, na Inglaterra. Originalmente, ela data de 1898, quando ainda era chamada de “ilusão do jardim de infância”.

A confusão acontece por causa da forma como os neurônios interagem em nosso cérebro. Diferentes células percebem as cores claras e as escuras; assim, elas acabam entrando em atrito quando imagens muito semelhantes, porém de cores diferentes, são colocadas de forma alinhadas como na imagem em questão.

A mágica e ilusionista Victoria Skye resolveu atualizar essa imagem e criou uma versão 2017 para a tal “ilusão da parede do café”. Para isso, ela acrescentou pequenos quadradinhos divididos em partes brancas e pretas para criar a sua ilusão.

Na figura, temos a impressão que as linhas azuis estão na diagonal, fazendo um verdadeiro zigue-zague, além de terem uma leve curvatura (resultado dos tais quadradinhos). Porém, essas linhas são retinhas e paralelas. Duvida? Então confira a imagem sem alguns de seus elementos:

 

 

Objetos aleatórios que mudaram radicalmente após ganharem olhos

Cansado de viver em uma cidade cinza e sem graça, o artista de rua Vanyu Krastev resolveu colocar um pouco mais de descontração no lugar onde mora, na Bulgária. Ele sai pelas ruas fixando olhos de brinquedos em objetos e construções deterioradas que, à primeira vista, não transmitiriam nada de interessante.

Essa técnica, conhecida como “eyebombing”, consiste basicamente nisso: pregar olhos removíveis em objetos e estruturas do espaço urbano para provocar nos pedestres as reações mais inesperadas. A seguir, você confere como ficaram algumas das divertidas intervenções do artista:

Empresa lança versão luxuosa do Nokia 3310 para homenagear Trump e Putin

A Caviar é uma empresa russa bastante conhecida não por criar seus próprios produtos, mas sim por customizar equipamentos de terceiros, em especial smartphones e outros dispositivos mobile. Agora, a companhia que já trouxe ao mundo o vistoso iPhone 6s Pokémon GO Edition resolveu levar a ousadia a um novo patamar ao criar uma edição megaluxuosa do novo Nokia 3310 homenageando duas figuras bastante polêmicas: Donald Trump e Vladimir Putin.

Sim, a ideia aqui parece ser aproveitar a fama e toda a controvérsia em cima do nome dos presidentes dos EUA e da Rússia para criar um hype poderoso em cima do aparelho. Para criar ainda mais furor e inflamar a opinião pública, a marca resolveu lançar seu Nokia 3310 Putin-Trump Summit durante a reunião do G20 na Alemanha. O encontro começa nesta sexta-feira (7), em Hamburgo, e vai até o sábado, trazendo representantes das principais potências mundiais para debater política e economia ao redor do globo.

Claro que, por tratar de tópicos sensíveis e apresentar figuras bastante polarizadoras do cenário político, o evento atrai protestos, críticos e uma cobertura ampla da mídia. Será que existe uma data melhor para trazer à tona um produto não inusitado? Possivelmente, não! Segundo a Caviar, no entanto, essa versão customizada do feature phone é uma forma de celebrar a aliança entre ambos os presidentes e mostrar que a dupla compartilha um desejo de “progresso para as relações entre EUA e Rússia”.

Sendo assim, o Nokia 3310 temático não economiza em praticamente nenhum aspecto. Para começar, o dispositivo ganhou um corpo em titânio com uma pintura que lembra o padrão encontrado no aço de damasco. O destaque do projeto, no entanto, fica para a parte traseira do gadget, que traz uma moeda comemorativa dourada com a figura dos dois chefes de estado e uma placa registrando a data do encontro. O precinho de toda essa ostentação? Nada menos que US$ 2,5 mil (R$ 8,2 mil) – um valor 50 vezes maior que o do celular original.

Este gorila enlouquecendo dentro de uma piscina vai alegrar o seu dia

Pense em um animal feliz! Mas muito, muito feliz mesmo! Esse é Zola, o gorila que você vai ter o prazer de assistir no vídeo a seguir — onde ele aparece enlouquecendo enquanto brinca em uma simples piscina. Dê só uma olhada:

Alegria pura, não é mesmo? Mas, afinal, o que está acontecendo no vídeo acima? O gorila está mesmo feliz da vida ou apresentando algum tipo de comportamento estranho? E o que, afinal, ele está fazendo naquela piscina?

Momento de relax

De acordo com Noel Kirkpatrick, do site Mother Nature Network, Zola vive no Zoológico de Dallas, nos EUA, e foi flagrado curtindo horrores durante o que os especialistas do local chamam de “período de enriquecimento”. Esse período, segundo Noel, consiste em um tempinho que o pessoal do zoológico foca na estimulação física e mental para encorajar e estimular os animais a demonstrarem comportamentos naturais.

Pois Zola estava no meio de sua sessão quando, para a alegria dos cuidadores, começou a brincar com a água e a rodopiar feliz da vida na piscina. Então, respondendo às perguntas que fizemos anteriormente, não se trata de nenhum comportamento estranho — muito menos negativo. O gorila está simplesmente relaxando e tirando o máximo proveito de seu “período de enriquecimento”.